sebraelogo

Adaptação de veículos para comércio ambulante

Maria Angela Soares Lopes

Apresentação

Aviso: Antes de conhecer este negócio, vale ressaltar que os tópicos a seguir não fazem parte de um Plano de Negócio e sim do perfil do ambiente no qual o empreendedor irá vislumbrar uma oportunidade de negócio como a descrita a seguir. O objetivo de todos os tópicos a seguir é desmistificar e dar uma visão geral de como um negócio se posiciona no mercado. Quais as variáveis que mais afetam este tipo de negócio? Como se comportam essas variáveis de mercado? Como levantar as informações necessárias para se tomar a iniciativa de empreender?


A história do comércio ambulante está ligada a história das cidades. No Brasil, quadros do século XIX já documentavam o movimento do comércio feito por escravos de porta em porta nas casas do Rio de Janeiro.

O fato de ser visto como subemprego ou subatividade fez com que várias predições fossem feitas sobre esse tipo de comércio. Uma delas é que o ?comércio ambulante acabaria tão logo o país atingisse certo grau de desenvolvimento?. De acordo com essa afirmativa não existiria comércio ambulante em países desenvolvidos. Contudo a história se mostrou diferente, segundo o historiador francês Fernand Braudel, a ?Inglaterra conheceu um recrudescimento no comércio ambulante no século XIX, pelo menos nos arredores das cidades industriais mal abastecidas pelos circuitos normais de distribuição?. (BRAUDEL, citado por DANTAS, 2009)

Reconhecendo a importância dessa atividade para economia, a maioria das cidades brasileiras instituiu o cadastramento dos ambulantes. No cadastramento são destinados pontos próprios para o exercício desse tipo de comércio. Essa ação permitiu que os ambulantes trabalhassem de forma legalizada. Contudo as licenças são limitadas e grande parte dos ambulantes ainda trabalha de forma ilegal.

Nesta "Idéia de Negócio" serão apresentadas informações importantes para o empreendedor que tem intenção de abrir uma oficina de Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante. Entretanto, este documento não substitui o Plano de Negócios, que é imprescindível para iniciar um empreendimento com alta probabilidade de sucesso. Para a elaboração do Plano de Negócio deve ser consultado o SEBRAE mais próximo.

Mercado

Segundo o IBGE ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística a massa de rendimento médio real habitual das pessoas que trabalham por conta própria no Brasil registrou crescimento de 3,7% em janeiro de 2011 se comparada a janeiro de 2010.

Contudo houve uma redução no número de trabalhadores por conta própria. Eles representam, em 2011, 18,2% da população economicamente ativa, uma queda de 1,9% se comparado ao ano de 2010.

Ameaças e oportunidades

As oportunidades de negócios são definidas pelas possibilidades de bons resultados que o empreendedor vislumbra ao implantar um novo empreendimento.

O conhecimento real das possibilidades de sucesso somente será possível mediante a realização de uma pesquisa de mercado.

Uma pesquisa não precisa ser sofisticada, dispendiosa - em termos financeiros - ou complexa. Ela pode ser elaborada de forma simplificada e aplicada pelo próprio empresário, para estudar a concorrência já instalada, os preços praticados e características gerais do público que pretende atingir. O risco de abrir as portas sem conhecimento do ambiente local é muito grande.

Dentre as oportunidades identificadas para este negócio pode-se destacar o aumento da renda dos trabalhadores por conta própria;

As ameaças são representadas por todas as possibilidades de insucesso que o futuro empresário pode identificar para o novo negócio. A realização da pesquisa sugerida fornece subsídios para a previsão de dificuldades que poderão aparecer pelo caminho. A pesquisa realizada identificou as ameaças abaixo listadas como sendo as mais significativas: 

Limitação da quantidade de emissões de Termo de Permissão de Uso ? TPU, documento que autoriza o ambulante a desenvolver suas atividades em vias públicas.

Fiscalização rigorosa dos órgãos competentes desestimulando o comércio ambulante irregular.

Localização


A localização de uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante deve ser decidida levando em consideração alguns aspectos, tais como:

a) Adequação aos clientes:

Facilidade de acesso;
Estacionamento;

b) Adequação aos funcionários:

Proximidade de estações e pontos de transporte coletivo;
Infraestrutura de serviços (restaurantes, farmácias, bancos);

c) Aspectos urbanísticos e de infraestrutura:

Segurança da região;
Infraestrutura de serviços públicos (Bombeiros, Polícia, Hospital, Correio);
Local sujeito a inundações ou próximo a áreas de risco;
Disponibilidade dos serviços de água, luz, telefone e internet;
Serviços de recolhimento de lixo.

d) Aspectos econômicos financeiros:

Preço de aluguel e qualidade dos imóveis disponíveis;

Cuidados na escolha do imóvel:

Antes de assinar um contrato de aluguel ou comprar um imóvel, é essencial verificar qual é a condição do Habite-se (autorização da prefeitura para que ele possa ser habitado) e as regras de ocupação de solo (cada cidade define regras específicas em leis de zoneamento). Em algumas áreas, não é permitido funcionamento de atividades comerciais. Além disso, imóveis que têm declaração residencial não devem ser usados para fins comerciais.

Exigências

Para dar início ao processo de abertura da empresa é necessário que se cumpra os seguintes procedimentos:

1) Consulta Comercial
Antes de realizar qualquer procedimento para abertura de uma empresa, o primeiro passo é realizar uma consulta prévia na prefeitura ou administração local. A consulta tem por objetivo verificar se no local escolhido para a abertura da empresa é permitido o funcionamento da atividade que se deseja empreender. Outro aspecto que precisa ser pesquisado é o endereço. Em algumas cidades, o endereço registrado na prefeitura é diferente do endereço que todos conhecem. Neste caso, é necessário o endereço correto, de acordo com o da prefeitura, para registrar o contrato social, sob pena de ter de refazê-lo.

Órgão responsável:
Prefeitura Municipal;
Secretaria Municipal de Urbanismo.

2) Busca de nome e marca
Verificar se existe alguma empresa registrada com o nome pretendido e a marca que será utilizada.

Órgão responsável:
Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples) e Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI).

3) Arquivamento do contrato social/Declaração de Empresa Individual
Este passo consiste no registro do contrato social. Verifica-se também, os antecedentes dos sócios ou do empresário junto a Receita Federal, através de pesquisas do CPF.

Órgão responsável:
Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples).

4) Solicitação do CNPJ

Órgão responsável:
Receita Federal.

5) Solicitação da Inscrição Estadual

Órgão responsável:
Receita Estadual

6) Alvará de licença e Registro na Secretaria Municipal de Fazenda
O Alvará de licença é o documento que fornece o consentimento para empresa desenvolver as atividades no local pretendido.

Órgão responsável:
Prefeitura Municipal;
Secretaria Municipal da Fazenda.

7) Matrícula no INSS
Órgão responsável:
Instituto Nacional de Seguridade Social; Divisão de Matrículas ? INSS.

A seguir estão  as principais legislações relacionadas a esse ramos de negócio:

CONTRAN ? Resolução nº 292, de 29 de agosto de 2008 - Dispõe sobre modificações de veículos previstas nos arts. 98 e 106 da Lei nº 9503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro e dá outras providências.
DENATRAN - Resolução nº 25 de 21 de maio de 1998 - Dispõe sobre modificações de veículos e dá outras providências, previstas nos arts. 98 e 106 do Código de Trânsito Brasileiro.

Estrutura

A dimensão do empreendimento é uma decisão do empresário, entretanto, sugere-se uma área de 32m?2; para início das atividades. Essa área só permite trabalhar com veículos de médio porte, como por exemplo, minivans e kombis. O espaço deve ser dividido em oficina, banheiro, copa, e escritório para realização das atividades administrativas..

Sugestão de equipamentos para o escritório:
Mesa;
Cadeiras;
Computador;
Telefone/fax;
Impressora;
Armários;
Arquivo para documentos.

Sugestão de equipamentos para a copa:
Armário;
Frigobar/geladeira;
Microondas;
Talheres, copos e etc.

Sugestão de equipamentos para a oficina:
Elevador automotivo;
Furadeira;
Bancada;
Macaco hidráulico;
Prensa;
Kit de ferramentas;
Alicate;
Pendente (luminária);

O local de trabalho precisa ser limpo e organizado. O piso deve ser de alta resistência e durabilidade, além de fácil manutenção. Tons claros nas paredes são adequados para lugares pequenos, pois proporcionam a sensação de amplitude. Texturas e tintas especiais na fachada externa personalizam e valorizam o ponto.

Profissionais qualificados (arquitetos, engenheiros, decoradores) poderão ajudar a definir as alterações a serem feitas no imóvel escolhido para melhor funcionamento da oficina, orientando em questões sobre layout, ergometria, fluxo de operação, iluminação, ventilação etc.

Pessoal

Uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante precisa de profissionais que exerçam as funções administrador, mecânico, implementador e recepcionista.

Para amenizar os custos iniciais com folha de pagamento, convém optar pela contratação de uma equipe enxuta. Uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante pode começar com uma equipe de três pessoas, desde que os profissionais reúnam as competências necessárias para tocar o empreendimento.

Administrador
Capacidade para lidar com imprevistos;
Reconhecer e definir problemas,
Atuar preventivamente;
Ter raciocínio lógico, crítico e analítico;
Ter conhecimento de gestão empresarial;
Habilidade de relacionamentos;
Habilidade para negociar;
Pró-atividade;
Inteligência emocional para lidar com possíveis conflitos;
Disciplina.

Mecânico
Agilidade;
Flexibilidade;
Capacidade de adaptação a novas situações;
Habilidade com máquinas e motores;
Atenção a detalhes;
Interesse por novas técnicas e tecnologias;
Raciocínio espacial e abstrato desenvolvido;
Habilidade para trabalhar em equipe;
Capacidade de concentração;
Senso prático;
Iniciativa;
Precisão;
Dinamismo;
Capacidade de organização;
Habilidade manual.

Implementador
Atenção a detalhes;
Capacidade de comunicação;
Capacidade de negociação;
Capacidade de ouvir sugestões e críticas;
Capacidade de planejamento;
Espírito inovador;
Facilidade para matemática;
Habilidade manual;
Habilidade para o desenho;
Perfeccionismo;
Raciocínio espacial desenvolvido;
Senso estético;
Senso prático.

Recepcionista
Atenção a detalhes;
Fluência verbal;
Boa dicção;
Boa aparência;
Capacidade de concentração;
Capacidade de lidar com o público;
Capacidade de organização;
Metodologia;
Determinação;
Conhecimento de assuntos gerais;
Saber trabalhar sob pressão;
Saber administrar bem o tempo;
Bom humor;
Paciência;
Confiabilidade;
Responsabilidade.

A capacitação de profissionais deste ramo de negócio deve estar direcionada para o desenvolvimento das competências citadas acima.

Os níveis salariais básicos são definidos pelos sindicatos de cada categoria, a partir daí o empresário deverá manter políticas que remunerem adequadamente os empregados, considerando-se os níveis de competências pessoais.

Recomenda-se a adoção de uma política de retenção de pessoal, oferecendo incentivos e benefícios de natureza financeiros ou outros. Assim, a empresa poderá diminuir os níveis de rotatividade e obter vantagens como a criação de vínculo entre funcionários e clientes e ainda a diminuição de custos com:

recrutamento e seleção;
treinamento de novos funcionários;
custos com demissões.

Equipamentos

Para estruturar a empresa serão necessários os seguintes equipamentos:

Sugestão de equipamentos para a oficina:
1 Elevador automotivo R$ 4.900,00
2 Furadeira R$ 680,00;
2 Bancada R$ 247,00;
2 Macaco hidráulico R$ 275,00;
1 Prensa R$ 569,90;
2 Kit de ferramentas R$ 594,80;
2 Alicate de corte R$ 20,00;
2 Pendente (luminária) R$60,00;

Sugestão de equipamentos para o escritório:
1 Mesa ? R$ 300,00
3 Cadeiras; - R$ 300,00;
1 Computador - R$ 1.500,00;;
1 Telefone/fax - R$ 400,00;
1 Impressora - R$ 400,00;
2 Armários - R$ 600,00;
1 Arquivo para documentos - R$ 400,00.

Sugestão de equipamentos para a copa:
1 Armário? R$ 500,00;
1 Frigobar/geladeira? R$ 600,00;
1 Microondas? R$ 300,00;
Talheres, copos e etc. ? R$ 200,00

O empresário deve avaliar se existe necessidade de instalação de sistema de alarmes, instalação de câmeras, bem como a contratação de seguro para os equipamentos e estoque, considerando os riscos pertinentes à região ou local em que a empresa está instalada.

Fornecedores de equipamentos para oficina:

A.L.F Ferramentas
Av. Nilo Peçanha, 1.050 - Centro
Nova Iguaçú ? RJ
Cep: 26215-512
Tel. (21) 2667-1216
Nextel: (21) 7826-8466 ? ID: 48*2663
Vendas pela internet: http://www.alfferramentas.com.br/

Conecta Autopeças
R Cel Mozar Godin, 1150 São Gerardo
Fortaleza - CE
Tel: (85) 3214-5104

Dicape Distribuidora Catarinense de Peças Ltda
R Florianópolis, 685 Guanabara
Joinville - SC
Tel: (47) 3029-6300
Fax: (47) 3029-6312

Gurgel Ferramentas Automotivas
Av. Alagoas, 1193 ? Vila Aparecida
Franca ? SP
CEP: 14401-402
Vendas pela internet: http://www.lojadomecanico.com.br/

Real Distribuidora e Comercial de Auto Peças
Av Consolação, 751 Qd 31 Lj 18 Cidade Jardim
Goiânia - GO
Tel: (62) 3295-3999

Real Máquinas e Ferramentas
Real Birigui Comércio de Máquinas e Ferramentas
Rua Barão do Rio Branco, 1532 - Centro
Birigui ? SP
CEP. 16200-001
Tel: (18) 3649 7878
E-mail: contato@royalmaquinas.com.br
V endas pela internet: http://www.royalmaquinas.com.br

Matéria Prima

A gestão de estoques no varejo é a procura do constante equilíbrio entre a oferta e a demanda. Este equilíbrio deve ser sistematicamente aferido através de, entre outros, os seguintes três importantes indicadores de desempenho:
Giro dos estoques: o giro dos estoques é um indicador do número de vezes em que o capital investido em estoques é recuperado através das vendas. Usualmente é medido em base anual e tem a característica de representar o que aconteceu no passado.
Obs.: Quanto maior for a freqüência de entregas dos fornecedores, logicamente em menores lotes, maior será o índice de giro dos estoques, também chamado de índice de rotação de estoques. Cobertura dos estoques: o índice de cobertura dos estoques é a indicação do período de tempo que o estoque, em determinado momento, consegue cobrir as vendas futuras, sem que haja suprimento. Nível de serviço ao cliente: o indicador de nível de serviço ao cliente para o ambiente do varejo de pronta entrega, isto é, aquele segmento de negócio em que o cliente quer receber a mercadoria, ou serviço, imediatamente após a escolha; demonstra o número de oportunidades de venda que podem ter sido perdidas, pelo fato de não existir a mercadoria em estoque ou não se poder executar o serviço com prontidão.
Portanto, o estoque dos produtos deve ser mínimo, visando gerar o menor impacto na alocação de capital de giro. O estoque mínimo deve ser calculado levando-se em conta o número de dias entre o pedido de compra e a entrega dos produtos na sede da empresa.

Os veículos mais indicados para adaptação são do tipo minivan, utilitário, Kombi, caminhonete, caminhões e ônibus.

As unidades móveis são projetadas para o comércio de alimentos, itens de consumo e serviços como chaveiro, amolador de tesouras, facas e alicates.


Fornecedores

Antes de escolher o(s) fornecedor(es) é necessário verificar se o(s) fornecedor(es) em questão cumprem os prazos de entrega, se o material que utilizam é de qualidade, se os preços praticados são competitivos (considerando-se o público alvo e concorrência instalada). Os prazos de entrega praticados pelos fornecedores de peças variam de 5 à 7 dias úteis.

Fornecedores de peças para adaptação de veículos:

Castelo Trailer
Via das Paineiras, 3306
Bairro Pinhal, Ligação Jundiaí/Itu
Cabreúva - SP
Cep.: 13.315-000 -
Tel: (11) 4529-5444, 4529-5477 e 4409-2900
Site: http://www.castelotrailer.com.br/

Itu Trailers Ltda
Av. 9 de Julho, 145
CEP 13313-310 - Itu/SP - Brasil
Trevo Rodovia Marechal Rondon com Rodovia do Açúcar
Nextel ID: 55*30*13277
Telefone: (11) 4023-2314
Site: http://www.itutrailer.com.br/

Processos Produtivos

1- Visita ao cliente / Visita do cliente
2- Verificação do laudo do Detran
3- Orçamento
4- Aprovação do cliente
5- Abertura de Ordem de Serviço
6- Compra de peças
7- Adaptação do veículo
8- Entrega do Carro

Visita ao cliente / Visita do cliente
O profissional responsável pela elaboração dos orçamentos vai até o cliente ou o cliente vai à oficina. O profissional da oficina ouve as solicitações do cliente. As opções de modificação são apresentadas ao cliente. Segundo empreendedores do ramo, a maioria dos clientes chega com uma idéia formada do que deseja, algumas vezes a solução se apresenta muito cara, então é preciso trabalhar o conceito junto com o cliente para oferecer a melhor relação custo benefício.

Orçamento
De posse das informações sobre as adaptações necessárias faz-se o levantamento de custo da adaptação e elabora-se o orçamento.

Aprovação do cliente
O cliente aprova o orçamento e faz o pagamento de parte do serviço.

Abertura de Ordem de Serviço
Após a aprovação do cliente abre-se uma ordem de serviço.

Compra de peças e acessórios
As peças e acessórios necessários são comprados para adaptar o veículo à necessidade do cliente.

Adaptação do veículo
As modificações necessárias são feitas no veículo.

Testes
Nessa etapa são feitos os testes para verificar a eficácia das modificações.

Entrega do carro
O veículo é entregue para o cliente e recebe-se o restante do pagamento.
Depois de adaptado, o veículo tem que passar por vistoria por entidade credenciada pelo INMETRO- Instituto Nacional de Metrologia, Normalização para receber o Certificado de Segurança Veicular - CSV e só assim é autorizado a circular.

Automação

Na administração

A gestão do negócio pode ser automatizada. Existem vários softwares no mercado que possibilitam a automação da gestão de empresas. Entretanto, o mais indicado é que o empresário invista em softwares específicos para o ramo de negócio da empresa para permitir a gestão eficiente do negócio. Dentre os benefícios que um software de gestão pode oferecer, pode-se citar alguns.

Controle de clientes com gerenciamento de relacionamento CRM (Customer Relationship Manager);
Envio de e-mail direto e personalizado para comunicação com os clientes;
Controle de estoque de peças;
Controle de vendas e ordens de serviço;
Contas a pagar;
Controle de despesas;
Contas a receber;
Controle bancário (taxas, tarifas, cheques já compensados, etc);
Fluxo de caixa.

Alguns Fornecedores:

Bahia
EQS Tecnologia em Informatica e Sistemas
R Alceu Amoroso Lima, 668 Ed América, Caminho das Árvores
Salvador - BA
Tel: (71) 3344-1690 / 3344-1192

Distrito Federal
Empório Automação Comercial e Consultoria
SIA Sul Trecho 07 Lote 100 Conj E Box 02 - 2° Andar
Brasília ? DF
Tel: (61)3046-6866

Rio de Janeiro
Hime System
Rio de Janeiro - RJ
Telefones: (21) 2548-3508, 2236-6407, 9617-6886
http://www.hime.com.br

São Paulo
Ampla Sistemas e Comércio Ltda
Storecare - Software para automação comercial de varejo
Rua Roma, 620. Lapa
São Paulo - SP
Telefone: (11) 3864-6556 Fax : (11) 3864-8212
eMail: comercial@amplasistemas.com.br< BR>http://www.ampl asistemas.com.br/html/nossosprodutos.shtml

WorkGroup Serv. de Produtos de Informatica
Rua Mogi Guaçu, 1316 - Chácara da Barra
Campinas ? SP
CEP 13090-605
Televendas: 0800 - 55 15 05
PABX: (19) 3305-3000
Site:

Lisboa ? Portugal

Alidata
Edif. Ramazzotti
Av. do Forte, 6A, P2.29
2790-072 Carnaxide
Telefone: 214 177 904/5
Fax: 214 177 906
Email: geral@alidata.pt

Canal de Distribuição

O principal canal de distribuição de uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante é a venda direta, no qual o cliente faz o contato pessoalmente solicitando um orçamento ou o empresário/ mecânico vai até o cliente elaborar o orçamento.

Independentemente do canal de distribuição adotado, o sucesso de um negócio depende, principalmente, da capacidade de percepção de oportunidade do empreendedor e da sua agilidade para adaptar seus canais de distribuição, aproveitando tendências e criando novas formas de fazer sua empresa ser conhecida por seus clientes.

Investimentos

O valor total a ser investido depende de um conjunto de decisões que precedem a instalação do negócio, como por exemplo:

Decidir sobre o local que será montado o negócio: se o imóvel será próprio ou alugado;
Avaliar todas as modificações necessárias que deverão ser realizadas no local para o funcionamento do negócio;
Avaliar o custo benefício de comprar equipamentos usados.


Os resultados das decisões referentes a estes itens surgirão com a elaboração do plano de negócios. Etapa fundamental para quem deseja empreender de forma consciente, ?o plano de negócios é a validação da idéia, análise de sua viabilidade como negócio? (DOLABELA, 1999, p.17).

Considerando uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante instalada em uma área de 32m?2;, é necessário um investimento inicial estimado em aproximadamente R$ 26.226,00 (vinte e seis mil e duzentos e vinte e seis reais), a ser alocado majoritariamente nos seguintes itens:

Adaptação do espaço: R$ 5.000,00
Equipamentos: R$ 12.726,00
Material de Consumo: R$ 2.000,00
Aluguel: R$ 1.500,00
Capital de Giro: R$ 5.000,00

Capital de Giro

Custos


Os custos indicam as despesas (gastos) de um negócio. Podem ser fixos, que independem do faturamento, ou seja, aluguel, salários, gastos com contador, água, luz, telefone, internet. Ou podem ser variáveis, que estão relacionados à quantidade de serviço prestado no mês, como por exemplo: impostos, aquisição de produtos e comissões.

Algumas providências podem ser tomadas que ajudem a diminuir o valor dos custos fixos, como por exemplo:

Optar por planos de telefone com custos mais baixos;
Evitar gastos e despesas desnecessários;
E outras ações de acordo com a realidade de cada empreendimento.

Os custos para manter uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante devem ser estimados considerando os itens a seguir:

Pró labore R$ 2.000,00
Tributos, impostos, contribuições e taxas R$ 3.500,00
Luz, telefone e acesso a internet R$ 500,00
Produtos para higiene e limpeza R$ 80,00
Recursos para manutenções e correções R$ 200,00
Assessoria contábil R$ 550,00
Propaganda e publicidade da empresa R$ 1.000,00
Salários e comissões R$ 8.000,00
Aquisição de Peças R$ 6.500,00
Aluguel R$ 1.500,00

É essencial que se faça uma análise criteriosa de todas as despesas, buscando formas de minimizá-las sem prejudicar a qualidade do atendimento e dos serviços oferecidos pela oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante.

Como agregar valor

Para manter-se competitivo um negócio precisa oferecer diferenciais que o torne mais atrativo que seus concorrentes. Agregar valor é oferecer o inesperado ao cliente; ir além da obrigação; oferecer mais e melhor e o que ninguém ainda ofereceu. Nesse ramo, existem algumas possibilidades de agregar valor, dependendo apenas da iniciativa e criatividade do empreendedor como, por exemplo:

Dispor de projetos prontos de adaptação;
Adaptar veículos para outras finalidades, como por exemplo, camping;
Atender em domicílio;
Entregar o veículo com a vistoria realizada.

A qualidade no atendimento ao cliente é um aspecto importante que deve ser observado. Entregas no prazo, serviços feitos com qualidade, escuta atenciosa e diálogo de compromisso influenciam muito na satisfação dos clientes. Ao oferecer um atendimento de qualidade, a empresa cria um diferencial, constrói um relacionamento de confiança e torna desvantajosa a migração do cliente para um concorrente.

Divulgação

Como diz o ditado popular, ?a propaganda é a alma do negócio?. Por meio da propaganda o empreendedor dará destaque ao seu estabelecimento no mercado. 

É possível a utilização de formas simples e baratas de divulgação. Com criatividade pode-se e buscar alternativas que atraiam os clientes. Entre as alternativas que demandam menos investimento pode-se citar:

Utilização de mala direta com artigos relacionados ao comércio ambulante;
Anúncio em páginas especializadas nos jornais;
Site na Internet com informações básicas sobre a oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante;
Divulgação nos sindicatos ligados ao comércio ambulante;
Cartões de visita.

O bom atendimento aliado à qualidade dos produtos é receita de sucesso para qualquer oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante. Clientes satisfeitos tendem a comentar com outras pessoas e não existe melhor propaganda que a tradicional ?boca-a-boca?, barata e eficiente.

Informaçes Legais

Eventos

Os cursos, feiras e eventos de negócios são oportunidades para o empreendedor realizar e fechar parcerias, fazer contatos e manter-se atualizado sobre as novidades do setor.

A seguir uma relação de alguns eventos:

AUTOMEC - Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços
Evento: Anual
Local: São Paulo - SP
Informações: http://www.automecfeira.com.br

AUTOPARTS - Feira de Autopeças, Equipamentos e Serviços
Evento: Anual
Local: Caxias do Sul ? RS
E-Mail: diretriz@diretriz.com.br
Informaçõ es: www.feiraautoparts.com.br

EQUIPAR - Feira de Equipamentos, Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar
Evento: Anual
Local: Juiz de Fora - MG
E-Mail: abraseljf@abrasel.com.br
Site: www.abraseljf.com.br

Expo USIPA - Exposição Industrial, Comercial e de Prestação de Serviços
Evento: Anual
Local: Ipatinga ? MG
E-Mail: luizaelizabete@usipa.com.br
Inf ormações: www.expousipa.com

EXPOBENTO - Feira da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves
Evento: Anual
Local: Bento Gonçalves ? RS
E-Mail: expobento@expobento.com.br
Infor mações: www.expobento.com.br

Fecis - Feira de Comércio, Indústria e Serviços
Evento: Anual
Local: Rio Grande ? RS
E-Mail: falecom@fearg.com.br
Informações: www.fearg.com.br

Feira e Congresso Internacional do Varejo
Evento: Anual
Local: São Paulo ? SP
E-Mail: brasilshop@alshop.com.br
Informaçõ es: www.alshop.com.br

Fenics - Feira Nacional da Indústria, Comércio e Serviços de Montes Claros
Evento: Anual
Local: Montes Claros ? MG
E-Mail: fenics@acimoc.com.br
Website: www.fenics.com.br

FISPAL FOOD SERVICE - Feira Internacional de Produtos e Serviços para Alimentação Fora do Lar
Evento: Anual
Local: São Paulo ? SP
E-Mail: simone.martinho@btsmedia.biz
I nformações: www.fispalfoodservice.com.br

MUNICIPAL - Feira e Congresso Nacional de Produtos e Serviços para os Munícipios
Evento: Anual
Local: Curitiba ? PR
E-Mail: liliane@ferrarieventos.com.br
Informações: www.ferrarieventos.com.br

Entidades

A oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante relaciona-se com um conjunto de entidades, que desempenham diversos papéis auxiliares ao negócio.
A seguir destacam-se algumas entidades com as quais o empresário deste ramo poderá desenvolver algum tipo de relacionamento:

Associação das Oficinas Mecânicas e Congêneres
SCLN 704 Bl A, s 102 en 51
Asa Norte
Brasília - DF
Tel: (61) 3447-7879

SEBRAE ? Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas
Unidade do SEBRAE mais próxima acesse: www.sebrae.com.br/atendimento
Tel.:0800 570 0800

SINDIMECÂNICAS ? Sindicato das Indústrias Mecânicas, Oficinas Mecânicas e Serviços de Chapeação e Pintura do Extremo Oeste de Santa Catarina
http://www.sindimecanicas.com. br/index.php

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias e Oficinas Mecânicas de Joinville e Região
Rua Luiz Niemeyer, 184 - Centro
Joinville - Santa Catarina
CEP: 89201-060 - Cx Postal: 716
Tel: (47) 3027 1183
Site: http://www.sindmecanicos.org.br/

Normas Técnicas

As normas técnicas são documentos de uso voluntário, sendo importantes referências para o mercado. As normas técnicas podem estabelecer quesitos de qualidade, desempenho, de segurança. Não obstante, pode estabelecer procedimentos, padronizar formas, dimensões, tipos, usos, fixar, classificações ou terminologias e glossários. Definir a maneira de medir ou determinar as características, como métodos de ensaio. As Normas técnicas são publicadas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas técnicas).

Não existem normas técnicas aplicáveis ao negócio.

Glossário

Cinto pélvico toráxico - Cinto de três pontas, prende ao peito e ao quadril ao mesmo tempo.

Caminhonete: Caminhonete, caminhonete ou pick-up (aportuguesado para picape) é um tipo de carroceria de veículo automotor destinado a carga.

Caminhoneta: Caminhoneta, camioneta ou ainda besta, perua ou van em algumas regiões do Brasil. É um tipo de veículo automotor destinado a uso misto, ou seja, adequado ao transporte de passageiros e carga.

Motor de dois tempos - tipo de motor de combustão interna de mecanismo simples. Ou seja, ocorre um ciclo de admissão, compressão, expansão e exaustão de gases a cada volta do eixo.

Pneumático - Que funciona com ar comprimido.

Transmissão mecânica ? sistema manual, o processo de acionamento da embreagem e seleção de marchas é realizado pelo motorista, sendo ele o responsável pelo controle sobre o comportamento dinâmico do veículo.

Transmissão semi automática - O motorista necessita fazer a troca das marchas manualmente, porém sem o uso da embreagem.

Dicas de Negócio

Dicas importantes para quem pensa em abrir uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante:

Verificar os preços praticados pelos concorrentes;
Estabelecer uma excelente relação com os clientes;
Ter paciência e disciplina: A consolidação de uma empresa no mercado exige tempo;
Segundo empresários do ramo, ?é fundamental que todos os funcionários adotem uma postura adequada para atender esse público o que inclui calma e profissionalismo?;
Trabalhar com peças de qualidade influenciam positivamente na qualidade do serviço oferecido.

Caracteristicas

Conforme Dolabella, (1999, p.70), um empreendedor ?saberá aprender o que for necessário para a criação, desenvolvimento e realização de sua visão?. Considerando-se esta afirmativa, percebe-se que a característica mais importante para um empreendedor, em qualquer área que deseje atuar, é estar disposto a aprender. Para abrir uma oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante o interessado deverá se concentrar em desenvolver algumas características específicas, caso não as tenha. Dentre elas destacam-se:

Ter paixão pela atividade e conhecer bem o ramo de negócio;
Pesquisar e observar permanentemente o mercado onde está instalado, promovendo ajustes e adaptações no negócio;
Ter atitude e iniciativa para promover as mudanças necessárias;
Acompanhar o desempenho dos concorrentes;
Saber negociar para manter clientes satisfeitos;
Ter visão clara de onde quer chegar;
Planejar e acompanhar o desempenho da oficina para Adaptação de Veículos para Comércio Ambulante;
Ser persistente e não desistir dos seus objetivos;
Manter o foco definido para a atividade empresarial;
Ter coragem para assumir riscos calculados;
Estar sempre disposto a inovar e promover mudanças;
Ter grande capacidade para perceber novas oportunidades e agir rapidamente para aproveitá-las;
Ouvir os clientes e identificar oportunidades de criar novos serviços deve ser tarefa permanente do empreendedor.

Bibliografia


DOLABELLA, Fernando. Oficina do empreendedor. São Paulo. Cultura Editores Associados, 1999.

PINTO, Miriam. Soluções sob medida. Guia frota e Cia. Guia de implementos rodoviários São Paulo. p. 10 ? 11,

Referências Eletrônicas 

DANTAS, Eustógio Wanderley Correia. O comércio ambulante. Geo Uol. http://bl og.controversia.com.br/2009/07/24/o-comrcio-ambulante/

HAX, Lara. O organizado comércio ambulante. Jornal da Comunicação. Sociedade. 03 maio 2008. http://www.jornalcomunicac ao.ufpr.br/node/3464

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa mensal de emprego. Janeiro 2011. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indica dores/trabalhoerendimento/pme_nova/pme_201101pubCompleta.pdf. Acesso em: fevereiro/2011

MECÂNICO de automóveis. Autor desconhecido. Disponível em: http://www.brasilprofissoes.com.br/profissoes/mec%C3%A2nico-de-autom%C3%B3 veis. Acesso em: Fevereiro/2011